Como saber se sua ideia de negócio é viável?

Como saber se sua ideia de negócio é viável?

Como saber se sua ideia de negócio é viável?

Após muito pensar sobre as infinitas possibilidades de se ganhar dinheiro você chega à conclusão de que está na hora de abrir um negócio! Ora, tudo que existe em termos de empreendimento só existe porque um dia já foi uma ideia de negócio de alguém. E se para os outros as coisas deram certo pra você também dará, correto?

Como saber se sua ideia de negócio é viável

Como saber se sua ideia de negócio é viável

Cuidado! Para começar um novo negócio é necessário muito mais que otimismo e uma boa ideia. Além do feeling, análises e pesquisas são fundamentais para que o empreendedor não se depare futuramente com um fracasso que poderia ser previsto antes.

Por esses motivos, preparei, neste artigo, algumas técnicas que vão lhe ajudar a saber se a sua ideia de negócio é viável ou não. Acompanhe!

Analise se a sua ideia de negócio é estrategicamente viável

O ideal para se começar a análise de viabilidade da sua ideia é conhecer bem o mercado no qual você queira atuar. Para isso, é importante entender bem questões sobre:

Demanda do seu produto

Responda a si mesmo — há demanda para o meu produto/serviço? Ou seja: existe público consumidor? Quem é ele? Qual a faixa etária e a classe social dessas pessoas? Será que elas acham meu produto tão incrível quanto eu acho? Acredite, esse é um passo muito importante.

As preferências e perfil dos clientes

Veja se o público-alvo tem alguma potencial necessidade pelo seu produto/serviço e se estará disposto a pagar pelo valor que você pretende cobrar. Afinal, tudo deve andar em conjunto: gostar da sua ideia de negócio e estar disposto a pagar por ela.

A concorrência

Por meio desse conhecimento é que você pode ter mais noção sobre preço e margem de lucro no negócio, caso a atividade já exista. Analise quem são os concorrentes, quais seus diferenciais, quais os valores que eles praticam etc.

O empresário, muitas vezes, começa acreditando tanto no seu empreendimento que acaba se esquecendo (ou não se atentando ao fato de) que pode não existir a demanda esperada para o seu produto ou serviço e que o negócio estará inserido num ambiente macro, no qual interage com as mais diversas variáveis.

Pesquise a viabilidade financeira

Pesquise a viabilidade financeira

Pesquise a viabilidade financeira

Passada essa primeira fase da análise, na qual você já constatou que o negócio é estrategicamente viável, analisemos os números: preço de venda, preço de compras, custos operacionais com mão de obra, energia, aluguel, impostos e outros.

Sem esse segundo passo, o futuro empresário corre grandes riscos de não fazer um bom negócio. Afinal, a ideia pode até ser boa e ter tudo pra funcionar, mas não ser interessante do ponto de vista financeiro.

É interessante observar quanto custará o investimento inicial. É complicado ter uma ideia e não poder colocar em prática por conta do alto custo do investimento, não é verdade? Além disso, é fundamental analisar o tempo de retorno do investimento, ou seja, em quanto tempo o negócio será sustentável financeiramente.

O empresário deve ter aversão ao risco. No entanto, os primeiros anos de atividade são os mais tensos, digamos assim, em relação à possibilidade da nova empresa fechar suas portas. E, ao contrário do que muitos podem imaginar, a principal causa não é simplesmente a falta de capital, mas sim, a falta de conhecimento sobre o próprio negócio.

Plano de negócios

O que é um plano de negócios? Bom, é basicamente documentar tudo isso que eu acabei de falar. Esse documento deve descrever, detalhadamente, quais os objetivos de seu empreendimento e, principalmente, quais os passos que deverão ser dados para que eles sejam alcançados.

Com isso, você diminui os riscos e as incertezas e, ainda, consegue identificar e restringir alguns erros enquanto tudo está no papel, ao invés de cometê-los já no mercado.

O Sebrae disponibiliza um modelo de plano de negócios para que interessados possam desenvolver suas análises.

Adote algumas boas práticas de gestão

Adote algumas boas práticas de gestão

Adote algumas boas práticas de gestão

Você pode ter um produto inovador, com demanda de mercado e o investimento inicial necessário. No entanto, mais importante que tudo isso é saber boas práticas empreendedoras como testar as hipóteses de mercado, analisar os resultados obtidos com a comercialização do produto ou serviço, questionar as decisões tomadas, entre outras.

Ao aliar o elemento produto ou serviço comercialmente e financeiramente viável às boas práticas de gestão, você obtém vários benefícios. Entre eles, posso citar a probabilidade maior de sucesso, de sustentação do negócio e de conseguir melhorar o seu empreendimento estrategicamente em áreas como: financeiro, marketing e recursos humanos, entre outras.

Busque se diferenciar no mercado

Por fim, chega o momento de criar uma estratégia especial para o seu plano de marketing e vendas.

Faça a seguinte pergunta para si mesmo: “por que os clientes optariam pelos serviços e produtos da minha empresa, ao invés dos da concorrente”? Entenda que, de maneira geral, o público costuma escolher aquelas companhias que lhes oferecem atendimento, serviço ou produto diferenciado.

Assim, pense se você está ofertando:

  • Produto ou serviço único no mercado;
  • Algo que permita economia de tempo;
  • Itens mais baratos;
  • Mercadoria de qualidade superior;

E então, você acha que sua ideia de negócio se encaixa em qual colocação? Sabemos que não é nada fácil conseguir convencer os clientes a escolher a sua empresa, especialmente quando se é novo no mercado.

Porém, se você conseguir se diferenciar das demais, independentemente do método, as chances de conseguir atrair seu público-alvo aumentarão consideravelmente.

E digo mais: trabalhando da forma correta e com bons artifícios, será possível fidelizar os clientes de tal forma que eles promoverão o marketing boca a boca de sua marca, indicando seus serviços a parentes e amigos. Aí é só correr para o abraço!

Não posso dizer que tenho uma fórmula infalível para que seu novo empreendimento seja um sucesso, mas as dicas acima com certeza vão lhe ajudar a evitar pequenos erros. Portanto, o mais indicado é elaborar um plano de negócios, estudar e pesquisar bastante antes de abrir as portas.

Gostou das sugestões? Está animado com sua ideia de negócio? Então vou deixar mais uma dica muito importante para você: faça uma boa pesquisa de mercado! Acompanhe outro post que preparei e descubra a importância dessa ferramenta!

Artigo atualizado no dia 22/02/2017

[et_bloom_inline optin_id=”optin_6″]