Seu negócio funciona sem você?

Seu negócio funciona sem você?

Business People Meeting Conference Discussion Corporate Concept

Quem se aventura no mundo empreendedor sabe que o começo pode ser muito caótico e exigir uma dedicação imensa de quem está à frente do negócio. Mas conforme o tempo passa e a empresa se desenvolve, é importante que o fundador comece a se distanciar das ações mais operacionais da empresa. Mas isso nem sempre é uma tarefa fácil!

Tem muito gestor por aí que sente que o negócio só vai dar certo se ele ou ela estiver pessoalmente envolvido nos processos. Alguns até se orgulham disso. Eu já vou falar com todas as letras: não caia nessa! Isso é um veneno para o seu negócio e para a sua vida pessoal!

Seu negócio funciona sem você?

Seu negócio funciona sem você?

Se o seu negócio depender totalmente de você, as chances de tudo ir por água abaixo são enormes. Não porque você não tenha capacidade de gerenciar os processos, mas porque é humanamente impossível controlar tudo o que acontece na sua empresa e, ao mesmo tempo, manter o alto padrão dos produtos e o mais importante: a sua qualidade de vida.

Os riscos da dependência do gestor

Os riscos da dependência do gestor

Os riscos da dependência do gestor

Os principais riscos que você corre ao permitir que sua empresa dependa muito de você começam com os sacrifícios que você terá que fazer. Serão muitas horas a mais de trabalho, menos tempo para se dedicar a sua família, seu lazer e sua saúde. O maior prejudicado nessa história é você mesmo.

Além disso, a empresa que depende demais do gestor acaba sendo menos eficiente. Afinal, se tudo precisar passar pela sua mão, os processos podem atrasar ou serem feitos muito rápido para tentar agilizar, o que impede um cuidado maior com a qualidade. Isso impacta no produto final oferecido aos clientes, o que aos poucos irá fazer com que eles não tenham mais porque continuarem fiéis a sua marca.

É importante que o negócio se desenvolva sem depender de você não só para permitir que você tenha uma vida melhor, mas também para que a sua proposta de valor tenha mais qualidade para os seus clientes. Assim, as duas partes ganham mais: seus consumidores serão melhor atendidos e a chance de seu negócio crescer é muito maior.

Em resumo, ter uma empresa dependente do gestor faz mal para o negócio. O melhor caminho é buscar a autonomia da equipe e dos processos. Mas como fazer isso? Será que existe um caminho das pedras?

Quebrando a dependência

Quebrando a dependência

Quebrando a dependência

Não conhecer os processos que precisam acontecer para que a empresa ande é um dos principais erros cometidos por empreendedores. Você, como gestor, precisa sim saber todos os detalhes de cada etapa a ser realizada para que o seu produto possa chegar até seu cliente. Afinal, essa é uma forma de ver onde estão os pontos fortes e fracos, conseguindo melhorar sempre. Mas esses processos não podem depender de você.

Quebrar a dependência não se faz do dia para a noite. É preciso entender um pouco melhor como isso acontece nas organizações para que seja possível pensar uma estratégia para colocar isso em prática na sua empresa. A Endeavor Brasil tem algumas dicas muito interessantes sobre isso.

Aprender a desenvolver a independência do meu negócio foi uma das maiores lições que aprendi ao longo da minha jornada empreendedora. Por isso, quero te convidar a conhecer um pouco mais essa parte da minha história, onde conto o que me levou de ser um empresário quebrado, que trabalhava loucamente a me transformar em um verdadeiro dono de negócio. Conto com mais detalhes a minha trajetória nesse artigo: “Transformando Visão em realidade”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *