Como funcionam as equipes de sucesso?

Como funcionam as equipes de sucesso?

Group of young business people working together in creative office while standing near the wooden desk

Dicas de ouro para desenvolver o seu dream team

“Dream Team”, ou “time dos sonhos” foi o apelido criado para a equipe de basquete dos Estados Unidos que conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Barcelona em 1992. Foram oito jogos e oito vitórias, com pelo menos 32 pontos de diferença dos adversários. Até hoje, quando vamos falar de uma equipe de sucesso, lembramos desses caras.

A verdade é que a era do gênio solitário já ficou para trás há muito tempo. O que move as grandes ideias hoje são várias cabeças e mãos que trabalham juntas. Então, que fique claro: para a sua empresa realmente causar impacto no mercado (e no mundo), você precisa transformar seu grupo de colaboradores em uma equipe de sucesso.

Mas reunir pessoas para trabalhar juntas não é uma tarefa fácil. Aliás, muitas vezes é bem mais difícil do que parece. A boa notícia é que hoje vamos falar sobre algumas coisas que podem te ajudar bastante. Uma delas é a dinâmica da sua equipe, que pode ser inter ou multidisciplinar.

Equipe Interdisciplinar x Equipe Multidisciplinar

Equipe Interdisciplinar x Equipe Multidisciplinar

Equipe Interdisciplinar x Equipe Multidisciplinar

Mesmo sendo duas palavras bem parecidas, equipes inter e multidisciplinares são coisas diferentes. Quem fez essa separação foi o grande Tim Brown, CEO e presidente da IDEO, uma das maiores consultorias de inovação do mundo.

As equipes interdisciplinares são aquelas que reúnem diversas pessoas com habilidades diferentes e que estão abertas tanto para compartilhar seu conhecimento como para aprender com os demais. Quem faz parte de uma equipe interdisciplinar está disposto a sair de sua zona de conforto, para aprender sobre aquilo que não domina e dividir aquilo que sabe mais.

Agora, as equipes multidisciplinares já não são tão dinâmicas. Nesse tipo de equipe, até existe o esforço de juntar pessoas de áreas diferentes, mas a integração é bem menor. Cada um fica responsável pela sua especialidade e a troca entre os membros deixa de ser tão boa. É perigoso virar um campo de batalha, onde um vai querer mostrar que a sua área é melhor que a do outro, o que acaba com a animação e a criatividade de qualquer um.

Na hora de montar sua equipe, tome o cuidado de pensar nessa dinâmica. Ter pessoas de áreas distintas e com pontos de vista diferentes é super importante na hora de tirar as ideias do papel, mas tudo isso tem que funcionar bem, para que os debates sejam ricos e ajudem a tomar decisões que ajudem a empresa a seguir pelo melhor caminho.

É claro que não é todo mundo que leva jeito para trabalhar em equipes interdisciplinares. Mas tem um cara que conseguiu desvendar o mistério do perfil ideal para esse tipo de equipe. Kenneth Rubin, que escreve sobre processos e equipes de desenvolvimento de software, foi o primeiro a falar sobre as pessoas “em formato de T”.

Pessoas em formato de T?

Pessoas em formato de T?

Como assim, Diego? Que loucura é essa de “pessoa em formato de T”?… Calma, não é para os seus colaboradores fazerem pose de Cristo Redentor no meio da empresa, rsrsrs.

A referência à letra T é para falar das características que são interessantes de se desenvolver para trabalhar em equipes interdisciplinares. A parte vertical do T é para lembrar que cada pessoa tem a sua especialidade, ou seja, aquilo que sabe mais a fundo. A parte horizontal, ou os “bracinhos”, tem a ver com a habilidade que essa pessoa tem de trabalhar em outras áreas que não domina tão bem, mas está disposta a aprender.

Bom, uma imagem vale mais que mil palavras, não é mesmo? Dá uma olhadinha na ilustração que fica mais fácil de entender:

Aqui a gente entra num ponto bem crítico: recrutamento e seleção de colaboradores. Como faz? Será que aquele aluno que só tira 10 vai ser o melhor colaborador? Ou será que é aquele intercâmbio que a pessoa mais viajou do que estudou que vai garantir que seja um membro forte da equipe?

Currículo não é tudo

Currículo não é tudo

Currículo não é tudo

Se fosse pelo currículo, o Dream Team que falamos no começo não teria escalado John Stockton. Afinal, ele era muito baixinho, o coitado. Tinha “só” 1,85m de altura, enquanto todos os outros beiravam ou ultrapassaram os dois metros. Pode até ser que você nunca tenha ouvido falar de John Stockton, mas o Dream Team só se tornou o eterno exemplo de uma equipe de sucesso porque cada um que estava ali fez a diferença.

No fim das contas, uma equipe super-hiper-mega qualificada não é tudo. O comportamento das pessoas conta muito. Por isso é tão importante contar com um psicólogo na equipe de recrutamento. Esse profissional pode até não entender muito sobre o setor que o colaborador vai atuar, mas vai saber identificar seus pontos fortes e fracos sobre o comportamento dos novos membros da equipe.

O mais importante na hora de formar as equipes é identificar se as pessoas serão capazes de dividir os mesmos valores que a empresa, adotando o mesmo propósito e fazendo o seu melhor para, em conjunto, atingirem os objetivos. Mas um detalhe bem importante não pode passar batido: quem trabalha feliz, trabalha melhor.

Motivação

Motivação

Motivação

Como falei no começo, uma equipe de sucesso é desenvolvida, ou seja, exige um esforço da empresa para torná-la um time forte. Depende do líder se preocupar com cada um dos seus colaboradores e oferecer oportunidades de motivação.

Já ouvi histórias de funcionários que vieram cheios de ideias e novas propostas que aprenderam em algum curso e levaram um banho de água fria do gerente, que não queria saber de nada além do que já tinha sido mandado. Isso é um veneno nas organizações! Novas ideias têm que ter espaço para serem ouvidas e colocadas em prática.

Uma equipe de sucesso não é uma equipe grande ou cheia de diplomas e certificados, mas é aquela que consegue reunir habilidades e compartilhar conhecimento, andando junta para alcançar um propósito.

E a sua equipe, como está? É mais inter ou multidisciplinar? Está chegando perto de ser um dream team? Conte para mim nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *