Como atrair investidores para o seu negócio

Como atrair investidores para o seu negócio

Atrair investidores para o seu negócio

Atrair investidores para o seu negócio

Empreender é uma jornada recheada com muitos desafios. É preciso estar disposto a fazer de tudo e também estar atento a todos os detalhes para que o negócio possa crescer. Ou seja, o empreendedor deverá estar apto a colocar a mão na massa, buscar conhecimento, ter persistência, cercar-se de boas pessoas e, principalmente, não desistir!

Como atrair investidores para o seu negócio

Como atrair investidores para o seu negócio

Entre uma etapa e outra desse caminho, podem aparecer desafios que são mais específicos, tal como a necessidade de buscar investimentos. Isso pode acontecer a qualquer momento da empresa, seja após validar a ideia do negócio ou até mesmo quando ele já tem um certo tempo de mercado e precisa de capital para uma expansão mais agressiva.

Junto a isso, nota-se um crescimento relevante da presença de investidores e fundos de investimento que estão em busca de bons negócios e projetos com altas chances de prosperar aqui no Brasil. Mais do que dinheiro, esses investidores também possuem uma bagagem muito rica de conhecimento de mercado e de gestão, o que torna a conquista de parcerias como essa algo interessante para qualquer negócio!

A cada dia que passa os investidores estão deixando a imagem de que são agentes que acreditam no potencial de empresas que querem cumprir sua missão.

Porém, o processo de captar um investimento exige muito trabalho, que não é exclusivo somente na fase de atração e negociação, mas também nos passos seguintes que envolvem a condução da empresa após receber o investimento.

Então, continue acompanhando esse post para saber mais sobre esse processo e acessar nossas dicas de como atrair investidores para o seu negócio!

O papel do investidor

O papel do investidor

O papel do investidor

Para facilitar o entendimento do papel de um investidor, vamos dividi-los em 2 modalidades, que são as mais comuns e as mais acessadas por empreendedores atualmente: o investidor anjo e os fundos de investimento.

Investidor anjo

O nome investidor anjo vem da tradução do termo angels, que é utilizado no mercado americano para fazer referência aos profissionais que já tiveram ou têm experiência empreendendo e possuem capital disponível para investir em novas ideias de negócio.

Eles podem ser considerados como uma das principais parcerias que um empreendedor poderá buscar. Afinal, nada melhor do que receber apoio de quem já teve uma experiência no mercado, não é mesmo?

Geralmente, esse tipo de investimento é procurado quando a ideia já foi validada e será preciso de capital para colocá-la no mercado de forma definitiva. Por isso, os investimentos não são muito altos e o anjo participa de forma minoritária nos lucros da empresa.

Investidor anjo

Investidor anjo

Porém, o investidor anjo não serve somente para colocar dinheiro no negócio. Ele deverá ser um dos principais mentores do empreendedor, compartilhando experiências de mercado e fornecendo conselhos para as suas tomadas de decisões.

Além disso, é interessante que ele tenha uma boa rede de contatos para conseguir incluir o empreendedor em oportunidades futuras através do networking.

Sem dúvida nenhuma, o principal papel do investidor anjo é destravar obstáculos que irão aparecer no caminho do negócio, principalmente no que diz respeito a transmitir experiência e fazer pontes com gente boa para que esse caminho possa ser mais livre possível pela frente.

Ele deverá ser uma das pessoas que mais acredita no potencial do empreendedor, sua equipe e na ideia do negócio!

Fundos de investimento

Os fundos de investimento são outra opção de parceria que se tornaram fundamentais para muitas empresas. O perfil de negócio que eles buscam é diferente do anjo, são empresas que já tem um certo tempo de de mercado e que apresentam um grande potencial de crescimento.

Saiba mais sobre fundos de investimento

Saiba mais sobre fundos de investimento

O papel dessa modalidade de investimento também vai além de somente injetar dinheiro na empresa. Obviamente que a princípio esse fator é um dos mais interessantes para o negócio, pois ele precisa de muito capital para poder expandir e crescer da maneira que vem planejando.

Porém, quando um fundo começa a apoiar um negócio, significa que ele poderá contar também com uma equipe experiente de gestores para apoiar em sua gestão. Até porque, é muito comum que os fundos de investimentos assumam algumas cadeiras no conselho das empresas que investem, e em alguns casos assumem também algum cargo executivo.

Investimento anjo ou fundo de investimento?

Já deu para perceber que esses dois tipos de investimentos são necessários em momentos distintos do negócio. O investidor anjo ajuda a dar aquele “empurrão” inicial, enquanto o fundo auxilia a manter a velocidade!

O grande ponto é que as duas modalidades são de extrema importância. Então, cabe ao empreendedor entender em qual momento o seu negócio está para optar por um por outro.

O que é preciso saber sobre os investidores

O que é preciso saber sobre os investidores

O que é preciso saber sobre os investidores

Contar com um investidor para alavancar o seu negócio pareceu uma boa ideia, não é mesmo? Sim, eles são ótimos parceiros, porém é preciso analisar alguns pontos antes de tomar a decisão de buscar esse tipo de auxílio.

Até porque, firmar um acordo com um investidor é quase um caminho sem volta, então preparamos alguns pontos prós e outros contras para você analisar bem se é esse caminho que pretende seguir. Veja:

Prós

Dentre os pontos que são considerados prós, ou positivos, ao contar com um investidor em seu negócio, destacamos esses:

  • Injeção de capital para que a empresa consiga manter sua operação e seus planos de expansão;
  • Suporte relacionado à gestão e conhecimento de mercado do investidor ou do fundo de investimento;
  • Facilidade em expandir o networking do empreendedor e de outros colaboradores da empresa;
  • Possibilidade de receber boas seções de mentoria por parte dos investidores e sua rede de contatos;
  • Associação do nome do investidor à empresa, podendo trazer credibilidade para ela;
  • Cobranças por resultados (Esse pode até parecer um ponto contra, mas não é! A maioria dos negócios só prosperam pois tem alguém lá cobrando pelos resultados que são almejados);
Prós e contras dos investidores

Prós e contras dos investidores

Contras

Veja agora os pontos que são considerados como não tão positivos:

  • O empreendedor perderá uma fatia de participação da empresa;
  • Assim como toda sociedade, ter um investidor na empresa é comparado com o casamento, então as duas partes precisam se dar bem para que o negócio prospere;
  • Implementação de algumas burocracias que vão desde a assinatura do acordo até algumas exigências que os próprios investidores poderão cobrar;
  • Será necessário prestar contas da saúde da empresa periodicamente, afinal, eles irão querer saber o que está sendo feito com o dinheiro que estão injetando no negócio;

Apesar de haver pontos que não são tão favoráveis ao empreendedor, no geral os pontos positivos compensam qualquer fator que possa ser um empecilho para contar com o apoio de investidores.

Como atrair investidores para o negócio

Agora que você entendeu um pouco mais do papel do investidor ao apoiar um empreendedor e seu negócio, vamos fornecer algumas dicas para que seja possível iniciar um processo de captação de investimento da melhor maneira possível. Confira:

Dicas para atrair investidores para o seu negócio

Dicas para atrair investidores para o seu negócio

1. Arrume a casa

A primeira coisa a ser feita é garantir que todos os aspectos da empresa estejam estruturados forma correta.

Do lado financeiro, verifique se o fluxo de caixa está em ordem e se a administração de custos e despesas está otimizada quando comparada com o faturamento da empresa. Além disso, procure manter a documentação em ordem para não ter problemas com isso no futuro.

Já na questão que envolve os colaboradores, procure criar uma cultura em que a meritocracia seja valorizada, onde os que mais se dedicam e conseguem os melhores resultados, devido à sua competência, são valorizados e promovidos.

Por outro lado, evite manter funcionários que não agregam valor ao negócio. Isso ajudará a não desmotivar os que possuem um comprometimento excelente e são considerados como “fora da curva”.

2. Prepare-se para a captação

Antes de começar qualquer aproximação com os investidores, por mais que sejam contatos sem compromisso, é preciso que você esteja preparado!

O primeiro passo é procurar entender o perfil de cada investidor ou fundo de investimento os quais você pretende iniciar o contato.

Após isso, crie uma tese de investimento baseada em dados de mercado que sejam concretos, além de incluir os números do próprio negócio que também sejam consistentes e mostram o seu potencial de crescimento.

No momento em que for decidido começar a prospectar os investidores, procure especialistas para lhe ajudar tanto na parte técnica quanto na estruturação de argumentação da sua tese, auxiliando também na elaboração do seu pitch.

A qualidade do pitch é um fator crucial para que as negociações possam começar, então é importante que ele seja objetivo, mostrando a oportunidade que será atacada. Além disso, mostre como o investimento será utilizado nos planos futuros da empresa, reforçando o porquê você precisa dele.

Saiba Negociar

Saiba Negociar

3. Saiba Negociar

Quando começa a fase de negociação, o principal ponto que o empreendedor deve se atentar é manter-se fiel aos seus objetivos. Então, é preciso que eles estejam bem claros para conduzir toda a argumentação dos discursos e debates de ideias.

Não se esqueça também que todo esse processo deve estar devidamente documentado de alguma maneira, seja por email ou por outros canais, porém o ideal é que o acordo final do investimento seja baseado em todas as negociações. Verifique isso antes de assinar!

Caso o negócio seja fechado, se prepare para cumprir tudo o que foi validado entre as partes em relação ao que foi proposto no plano de negócios. A dica é evitar prometer resultados impossíveis de serem atingidos ou que são excessivamente agressivos.

Por fim, procure levar o processo de negociação com base no equilíbrio, bom senso e coerência.

4. Aprenda a lidar com os novos investidores

Com o negócio fechado, é hora de focar nos objetivos a serem cumpridos e saber lidar com os novos investidores que agora também são sócios do negócio. Por isso, saiba que a maioria deles são orientados a números e aficionados por projeções que sejam realistas.

Além disso, muitos possuem um certo ceticismo que é até considerado saudável, pois ajuda o empreendedor a se questionar e o negócio a crescer. Junto a isso, a frieza também é uma característica marcante, pois auxiliam a serem mais realistas do que nunca.

Sabendo explorar essas peculiaridades, será possível criar um cenário totalmente favorável para o crescimento do negócio.

Este artigo é uma pareceria com o blog Saia do Lugar, da Rock Content. Valeu galera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *